Ýli é o projeto eletroacústico dos compositores Catarina Estácio e Ricardo M. Vieira.

Na sua primeira iteração, Ýli contou com a colaboração de Inês Pereira abraçando a multiplicidade de um autor imaginado coletivamente, Thomas Hyle, através do conceito de playlist. Numa fusão de géneros, ou mesmo na falta de um, o trio criou assim um universo sonoro único, recusando a categorização da música como limite para o processo criativo.
 
“Recuso a ideia de que o Universo está em expansão. Tal pressupõe na imaginação um conjunto de linhas pelas quais tudo o que ainda não existe aguarda a sua existência. Apraz-me acreditar pois que o Universo é o meu auto-retrato, um ser múltiplo de olhar fixo no vazio, criando.”
 
De facto, Thomas Hyle pode ser encontrado frequentemente a olhar um ponto fixo no vazio, vivendo a sua realidade e imaginando-nos nas suas obras, tornando-nos tão reais como acreditamos ser.
 
Ýli conta agora com a colaboração de Manuel Brásio com quem preparam o seu próximo trabalho.


Ýli para ver e ouvir: